18 dias em 4 países: roteiro pela Inglaterra, Bélgica, Holanda e França

Confira roteiro de Eurotrip com cidades e dicas de passeios

22 janeiro de 2019

No início de 2019, fiz uma espécie de “Eurotrip” de 18 dias em 4 países: Inglaterra, Bélgica, Holanda e França. E olha… Eu amei! Acho que o mais legal é que os países têm suas diferenças entre si, o que não deixa a viagem monótona. Eu já conhecia a Inglaterra e a França, porque fiz intercâmbio lá em 2014 – minha primeira vez na Europa e primeira vez viajando sozinha, foi um super marco! Dessa vez, voltei com a família e relembrar os momentos que vivi por lá foi emocionante. Ainda por cima, conheci dois países novos: Bélgica e Holanda, que amei também.

Neste post, compartilho nosso roteiro de 18 dias pela Europa. Importante acrescentar que é um roteiro bruto, então não inclui a descrição dos lugares turísticos e informações extras, ok? Pesquisando pelas cidades na caixa de busca aqui do Por Onde Andei, você encontra posts com dicas mais detalhadas de algumas cidades.

DIA 1: OXFORD

Nosso voo desembarcou logo pela manhã no aeroporto de Londres. Alugamos um carro para viajar pela Inglaterra e a primeira parada foi Oxford, a 65km da capital inglesa. Um dia é mais do que suficiente para conhecer a cidadezinha. Por lá, vale visitar o Museu da História e da Ciência (onde fica o quadro negro de Einstein), a Praça Radcliffe e alguns colleges da Universidade de Oxford.

DIA 2: MANCHESTER

Saímos de Oxford a caminho de Manchester, viagem que dura aproximadamente 3 horas de carro. Chegamos no horário do almoço e tivemos a tarde para passear. 

* Pontos turísticos: Piccadilly Gardens, Exchange Square, Shambles Square, Manchester Cathedral, Museu Nacional do Futebol, Praça Albert.

DIA 3: LIVERPOOL

Fizemos um bate-volta até Liverpool, a cidade dos Beatles! Não deixe de ir ao Albert Dock, entrar no Cavern Club e conhecer a Catedral de Liverpool.

DIA 4: MANCHESTER

Nosso último dia em Manchester começou com o passeio pelo Alan Turing Memorial e os jardins de Sakville. A tarde, meu pai e meu irmão foram ao jogo do Manchester United, enquanto eu e minha mãe ficamos em um shopping perto do estádio. Quando a partida terminou, encaramos 3 horas de carro com destino a Bristol.

DIA 5: BRISTOL

O dia estava cheio de atividades e começou cedo, ainda na cidade de Bristol. Conhecemos a ponte Clifton e passeamos pela praça Queen Square, que ficava pertinho do nosso hotel. Partimos para o almoço na cidade de Bath, onde provamos o melhor fish&chips da viagem! Não conseguimos conhecer as termas, ponto mais famoso da cidade, porque o tempo estava curto. Próxima parada era Stonehenge, mas tivemos um imprevisto: chegamos 15 minutos após a último turma. De lá, fomos para Londres.

DIA 6: LONDRES

Nosso último destino na Inglaterra era Londres, a capital do país. É uma cidade bem grande e não estávamos de carro, por isso fizemos uma programação bem detalhada e definimos horários para cada passeio. 

* Pontos turísticos: St. Paul Cathedral, Piccadilly Circus, Hyde Park e Winter Wonderland, Harrods, musical “O Fantasma da Ópera”.

DIA 7: LONDRES

* Pontos turísticos: London Eye, Abadia de Westminster e Big Ben, Palácio de Buckingham e troca da guarda, National Gallery e Trafalgar Square, musical “Thriller”.

DIA 8: LONDRES

* Pontos turísticos: Tower Bridge e Tower of London, Borough Market, British Museum.

O dia terminou cedo porque nosso voo saía às 7h da manhã. Voltamos ao hotel, arrumamos as malas e partimos para a segunda parte da viagem!

DIA 9: TRAJETO ENTRE PARIS E BRUXELAS

Desembarcamos em Paris por volta de 10h. No aeroporto, alugamos um carro e saímos com destino a Bruxelas. Chegamos cedo e ainda deu pra conhecer um pouco da cidade.

DIA 10: BRUXELAS

A verdade é que Bruxelas não precisa de mais de um dia. Inclusive, sugiro que você faça um bate-volta de alguma outra capital próxima, como Amsterdam. Porém, nosso roteiro reservava o dia inteiro para a cidade. Deu pra conhecer tudo e ainda descansar.

* Pontos turísticos: Grand Place, Galeries Royales Saint-Hubert, Mont des Arts, Catedral de São Miguel, Manneken Pis.

DIA 11: BRUGES E GANTE

Acordamos cedo e fomos para duas cidades próximas de Bruxelas: Bruges e Gante! Ficamos em Bruges até depois do almoço, quando partimos para conhecer Gante. Em ambas as cidades, não tínhamos um roteiro fixo. Elas são bem pequenas e perfeitas para se perder nas ruas!

Amsterdam, na Holanda

DIA 12: AMSTERDAM

Saímos cedo de Bruxelas com destino a Amsterdam. Foram quase 3 horas de viagem e chegamos a tempo do almoço. O restante do dia foi se perder entre os canais e descobrir a cidade!

DIA 13: AMSTERDAM

Começamos o passeio em Amsterdam pelo Museu do Van Gogh, fomos à casa de Anne Frank, conhecemos o Red Light District e finalizamos a noite com os canais iluminados para o Festival de Luzes de Amsterdam, que ocorre no inverno.

DIA 14: TRAJETO ENTRE AMSTERDAM E ANTUÉRPIA

Inicialmente, nosso roteiro tinha uma breve passagem por Haia e Roterdã, mas decidimos sair de Amsterdam e ir direto à Antuérpia, na Bélgica. A cidade é super famosa pelos diamantes! 

DIA 15: VERSALHES

Mais uma vez, o dia começa cedo. Saímos de Antuérpia em direção a Versalhes, trajeto que levou quase 4 horas, mas deu para chegar a tempo de curtir o palácio. De Versalhes à Paris, levamos cerca de uma hora e por lá devolvemos o carro.

DIA 16: PARIS

Assim como foi em Londres, nós também fizemos Paris a pé e planejamos uma programação para as principais atrações ao longo de três dias.

* Pontos turísticos: Museu do Louvre, Champs-Élysées, Arco do Triunfo, Montmartre e a Basílica de SacreCouer.

DIA 17: PARIS

* Pontos turísticos: NotreDame, Pantheon, Museu d’Orsay, Galeries Lafayette.

DIA 18: PARIS

* Pontos turísticos: Museu Picasso, Jardim Trocadéro, Torre Eiffel, Museu des Invalides, Museu Rodin.

Meu roteiro na cidade luz: 4 dias em Paris

Acompanhe mais conteúdos de viagem no Instagram: @barbara_pereira

Acompanhe no YouTube

Siga no Instagram @barbara_pereira

No finalzinho de 2020, decidi que iria tirar esse projeto do papel e enfim criar meu podcast de viagem. Falar sobre esse tema em plena pandemia parecia loucura - afinal, eu só acumulava viagens canceladas, não tinha perspectiva tão próxima de vacina e a situação econômica do país não era nada promissora. Ou seja, eu não conseguia enxergar nem uma semana à frente 😅
Vai ter muito conteúdo de viagem e gastronomia no LinkedIn SIM! Tô feliz demais em poder contar que agora faço parte do time de Creators do LinkedIn, com criadores de conteúdo selecionados pela plataforma - não sei fingir costume, isso é chique demais 😂
Pronta para viver e contar novas histórias. Cheguei, @cnnbrasil ❤️
Dizer adeus nunca é fácil, ainda mais quando a gente olha pra trás e enxerga uma trajetória repleta de amizades, alegrias e realizações. O Estadão foi minha casa por mais de três anos, ainda como estagiária e depois como parte da incrível equipe de redes sociais. Foi ali que entendi que o jornalismo não estava acabando, mas sim se reinventando. Vi e admirei o Drops de longe, para depois assumir esse projeto tão especial ao lado do melhor parceiro que poderia existir. Não dá pra pensar em qualquer outra palavra senão #gratiluz kkkkk por tudo o que vivi no jornal. Fui feliz demais da conta e hoje saio preenchida de amor, pronta para dar o próximo passo. Que venham novos momentos! Até logo, Estadão 💛
Um dos meus doces favoritos em São Paulo é do @delapaixbistro. A torta de suspiro é recheada com um creme de amêndoas, chocolate meio amargo e geleia de frutas vermelhas. A combinação é divina! O doce sai por R$ 19 e o restaurante fica na Rua Tupi, 844 - pertinho do Estádio do Pacaembu 😋
O Panamá é um país muito conhecido por ser uma escala aérea bem comum para quem está viajando com destino a América do Norte. Porém, a realidade é que ele pode ser muito mais que isso. O país é repleto de belezas naturais, tem praias de águas cristalinas e atrações bem interessantes que podem tornar, principalmente a Cidade do Panamá, um destino além da conexão.

Compre seu chip de internet com 30% de desconto usando o cupom BARBARA30




matérias relacionadas