Gastronomia na Andaluzia: o que comer e beber no sul da Espanha

Experimentar pratos típicos de um país faz parte do turismo; confira uma seleção de comidas e bebidas tradicionais do sul da Espanha

17 março de 2022

Gastronomia é cultura. Quando consumimos um prato típico de determinado país, conhecemos seus hábitos alimentares, entendemos os motivos para aquela tradição e aprendemos mais sobre a população.

Durante minha passagem pela Espanha, não poderia ter sido diferente: aproveitei a oportunidade para experimentar pratos tradicionais da Andaluzia – e outros espanhóis também, é claro!  Confira uma seleção do que comer e beber no sul da Espanha:

Berenjenas al miel

Típicas da culinária de Córdoba, são beringelas fritas servidas com melado de cana.

Churros

Impossível conhecer a Espanha e não provar os tradicionais churros! Por lá, há duas opções: os “churros” são bem fininhos e não possuem recheio (geralmente acompanha um chocolate quente para molhar), enquanto as “porras” são mais grossas e aeradas (e, em alguns casos, recheadas).

Comida árabe

Por ter passado séculos sob ocupação muçulmana, o sul da Espanha é repleto de influências da gastronomia árabe. Vale a pena separar ao menos uma refeição para experimentar alguns quitutes. Em Granada, por exemplo, sugiro um passeio pela Caldería Nueva, uma rua repleta de restaurantes árabes.

O que comer e beber no sul da Espanha - churros e doces árabes

Flamenquín

Outro destaque da cidade de Córdoba é o flamenquín, uma espécie de “enroladinho” frito recheado de presunto cru e lombo. Geralmente são servidos com batatas fritas e maionese.

Gazpacho

Pode até parecer estranho para alguns, mas essa é uma sopa que se come fria! O gazpacho é feito à base de hortaliças, tomate, pepino e pimentão. 

Jamón ibérico

Dispensa explicações, né? O presunto cru espanhol está presente em tudo quanto é canto! Não deixe de provar as croquetas de jamón (bolinhos fritos) e os bocadillos (lanches no pão).

Paella

A paella é original da cidade de Valência, mas é possível encontrar muitas variações dela em outras regiões da Espanha. Diferentemente do que muitos pensam, a paella valenciana não inclui frutos do mar – na verdade, vai carne de coelho, frango e legumes.

Patatas bravas

Um dos melhores pratos para petiscar – e que você encontra literalmente em qualquer lugar! São batatas fritas servidas com molho picante.

Rabo de toro

É um prato bem comum de Córdoba e se assemelha à nossa rabada aqui do Brasil.

O que comer e beber no sul da Espanha - flamenquín e berenjenas al miel

Salmorejo

Também tradicional de Córdoba, o salmorejo é uma sopa com textura mais encorpada, como um creme batido, feita com tomate, alho, pedaços de pão e azeite. Costuma ser servida com ovo cozido picado e pedacinhos de presunto cru.

Sangria

Se você estava sentindo falta de algum drink, esse é o mais tradicional da Espanha. A sangria é feita com vinho, açúcar, suco e pedaços de frutas. É uma bebida bem refrescante e faz muito sucesso no verão espanhol.

Tapas

As tapas são a maior representação gastronômica do sul da Espanha quando o assunto são petiscos. Vários itens listados por aqui entram nessa classificação: croquetas, patatas bravas, azeitonas, jamón ibérico…

Tortilla de patata

É uma espécie de omelete feito com ovo, batata e cebola. 

Turrón

Esse doce precisa estar na sua lista de iguarias espanholas para provar. Ele é feito à base de açúcar e, em suas variações, pode conter diferentes tipos de castanhas. Outra diferença é a consistência do torrone, podendo ser macio ou crocante. 

Xerez

Aos amantes de vinho, o xerez é clássico do sul da Espanha. Ele leva esse nome porque é fabricado na cidade de Jerez de la Frontera – inclusive, há degustações por lá e vale incluir no roteiro se você gosta da bebida. 

O que comer e beber no sul da Espanha - rabo de toro e croquetas de jamón

Eu diria que a gastronomia espanhola é uma das mais variadas e amplas que temos! Há pratos típicos com carnes, frutos do mar, vegetarianos… Sem contar as opções de entradinhas e petiscos – nada como boas tapas acompanhadas de um drink, né? 

autora da matéria Bárbara Pereira
compartilhe
comentários
comentários
matérias relacionadas